Vidas em Jogo

segunda a sexta, 20:15

A maior consequência da ganância pode ser a morte

O ‘bolão da amizade’ é um grupo de 10 amigos que há dois anos aposta na loteria. A maioria deles frequenta o restaurante de comida nordestina do Severino e são participantes assíduos nos jogos de futebol entre amigos – as célebres ‘peladas’ -, no Clube de Regatas e Futebol Cariocas.

Em ‘Vidas em Jogo’, cada um dos elementos do bolão de apostas enfrenta problemas cotidianos. Há quem precise de dinheiro para pagar a faculdade do filho; quem tenha de pagar a dívida que contraiu junto de um agiota; quem queira encontrar os irmãos que se perderam no mundo; e quem queira uma vida melhor do que horas intermináveis ao volante de um táxi… Problemas que podem ser resolvidos com dinheiro.

Como eles apostam há dois anos e não ganham, um deles propõe que o grupo faça um pacto. Se eles ganharem a loteria, metade do prêmio vai para uma conta-poupança. Cada um terá de cumprir uma missão para ter direito à sua parte do dinheiro. A maioria protesta, mas Belmiro argumenta que as missões serão simples e que todos conseguirão cumprir suas metas de forma a receberem o dinheiro ao fim de um ano!

O ‘bolão da amizade’, na passagem do ano, acerta na loteria. Ano novo e vida literalmente nova!

Todos experimentam os primeiros prazeres que o dinheiro pode oferecer. Roupas, carros, todos os sonhos de consumo de uma população carente são vivenciados pelas personagens. Mas as rosas também têm espinhos…

O primeiro conflito que se estabelece entre os amigos é em relação ao pacto de guardar metade do valor recebido. A maioria quer esquecer esta história e dividir o prêmio todo!

E tudo se agrava conforme eles vão perdendo dinheiro – ou por irresponsabilidade ou por serem vítimas de golpistas e pessoas pouco escrupulosas. Belmiro, apoiado por Francisco e outros, defende a continuação do acordo. Para sacar o dinheiro da poupança é necessário que todos assinem e, enquanto isso não acontecer, o pacto será válido. Mas só terá direito ao dinheiro quem cumprir sua missão no prazo de um ano.

Os membros do grupo começam a ter problemas para cumprir, cada qual, a sua missão. Esta dificuldade é criada, na maior parte, pela ação de terceiros, mas também pelas limitações de cada um.

Neste momento da novela ‘Vidas em Jogo’, o grupo enfraquece e a amizade cede à ambição. Veremos que alguns mudam os seus valores e caráter pela força do dinheiro.

Além de lutar para cumprir sua missão, superando os obstáculos colocados por outros, algo muito terrível passa a acontecer. Os membros do grupo começam a morrer em circunstâncias suspeitas. Mas um novo jogo abre-se na trama. Um jogo de vida ou morte. Ou descobrem quem é o assassino ou podem ser a próxima vítima. São vidas em jogo!

Francisco (Guilherme Berenguer)
Francisco (Guilherme Berenguer)

Perdeu os pais num acidente e passou a cuidar dos irmãos, que foram roubados por um casal. Mora num prédio abandonado e durante o dia trabalha como motorista particular de Regina; à noite é líder de uma banda de samba rock. Sonha que a sorte lhe bata à sua porta. É apaixonado por Patrícia, filha da patroa, e deseja contratar um detetive para encontrar os irmãos.

Dona Augusta (Denise Del Vecchio)
Dona Augusta (Denise Del Vecchio)

Carioca, criou o filho único, Raimundo, sozinha. Dona Augusta tem uma confeitaria chamada Doce & Dança, no centro da cidade. O seu sonho é ver o filho formado. Se ela ganhasse na loteria, pagaria a melhor faculdade para Raimundo.

Regina (Beth Goulart)
Regina (Beth Goulart)

Viúva, mãe de Patrícia e Tatiana. Empresária, mulher de temperamento forte, uma mãe que coloca a segurança das filhas acima de tudo. Empreendedora, casou por interesse, dedicou-se e transformou a microempresa do marido em uma construtora de médio porte. Passa por dificuldades financeiras e quando Francisco se torna milionário, fica obcecada em garantir o futuro das filhas através do casamento do seu ex-motorista com Patrícia.

Patrícia (Thais Fersoza)
Patrícia (Thais Fersoza)

Patrícia é filha de Regina. Jovem fútil, que gosta de sair do seu mundo de jovem rica para divertir-se em outros universos. Namora escondido o motorista da mãe, Francisco, mas considera um romance sem futuro. Quando percebe que ama o jovem verdadeiramente é tarde demais para voltar atrás.

Carlos (André Di Mauro)
Carlos (André Di Mauro)

Carlos e o seu inseparável cão, Zé, vivem no prédio abandonado junto com dois jovens, Grace e Welligton, que ele retirou da rua quando ainda eram crianças. Carlos toca um saxofone de bambu e tem, além do ar poético, um mistério sobre seu passado. Ele e os outros moradores do prédio abandonado estão ameaçados de despejo por uma construtora que quer demolí-lo. Se Carlos ganhasse na loteria compraria o prédio para seus amigos.

Belmiro (Ricardo Petraglia)

Carioca, carteiro aposentado, é presidente e mora no próprio Clube de Futebol e Regatas Cariocas. O máximo que o time alcançou foi o quarto lugar no campeonato da segunda divisão. Depois, o clube decaiu até abrir falência. Namora Hermezinda e se ganhasse na loteria ergueria o Cariocas e formaria uma equipe campeã.

Outros Programas

Skip to content