fbpx
Select Page
Coronavírus

ACNUR pede que sejam garantidas vacinas para os refugiados

Até ao momento, 153 países incluíram os refugiados nas suas estratégias de vacinação contra a covid-19.

7 Abril, 2021 - 16:00

Inês Amado

O alto comissário da ONU para os refugiados apelou hoje aos países que assegurem a vacinação contra a covid-19 da população refugiada, enaltecendo a ação dos 20 países que já começaram a administrar a vacina a essas comunidades.

“As óbvias desigualdades observadas, quando se trata de compartilhar vacinas entre os estados, são contraproducentes. Uma abordagem de ‘o meu país primeiro’ não pode funcionar numa pandemia que não conhece fronteiras”, afirmou Filippo Grandi, numa nota divulgada por ocasião do Dia Mundial da Saúde.

Até ao momento, 153 países incluíram os refugiados nos seus planos de vacinação contra a covid-19, não obstante ser um grande desafio para muitas dessas nações, segundo o ACNUR.

O mesmo responsável aludiu ainda à disponibilidade desigual de acesso às vacinas e as fragilidades que caracterizam alguns sistemas de saúde como explicações para as dificuldades.

De acordo com o ACNUR, 85% dos refugiados vivem em países em desenvolvimento, o que torna o processo de imunização contra a covid-19 mais complicado.

Estes países, geralmente, necessitam de ajuda da comunidade internacional, tanto para vacinar os seus cidadãos, como o resto da população.

PUB

Últimas

PUB

Slide

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa