fbpx
Select Page
Coronavírus

África com mais 406 mortes e 22.386 infetados nas últimas 24 horas

Continente reporta 132.425 óbitos e cinco milhões de casos desde o início da pandemia.

7 Junho, 2021 - 11:08

Record TV com Lusa

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC), o número total de casos no continente é de 4.925.978 e o de recuperados é de 4.445.872, mais 14.932 nas últimas 24 horas.

A África Austral continua a ser a região mais afetada, com 2.124.267 casos e 65.456 óbitos associados à covid-19. Nesta região encontra-se o país mais atingido pela pandemia no continente, a África do Sul, que contabiliza 1.696.564 casos e 56.974 mortes.

O Norte de África é a segunda região do continente mais afetada, com 1.483.928 infetados com o vírus SARS-CoV-2 e 44.816 mortes associadas à infeção.

A África Oriental contabiliza 662.551 infeções e 13.046 mortos, e a região da África Ocidental regista 475.547 casos de infeção e 6.302 mortes.

A região da África Central é a que regista menos casos de infeção e de mortes, 179.685 e 2.805 respetivamente.

O Egito, que é o segundo país africano com mais vítimas mortais a seguir à África do Sul, regista 15.352 mortes e 267.972 infetados, seguindo-se a Tunísia, com 12.980 óbitos e 355.732 casos, e Marrocos, que contabiliza o segundo maior número de infeções em todo o continente, 521.426 casos, mas menos mortes do que os dois países anteriores, 9.178 óbitos associados à doença.

Entre os países mais afetados estão também a Etiópia, com 4.209 vítimas mortais e 272.914 infeções, e a Argélia, com 3.649 óbitos e 130.958 infetados.

Em relação aos países de língua oficial portuguesa, Moçambique, sem registo de mortes nos últimos três dias, contabiliza 837 mortes e 71.114 casos, seguindo-se Angola (797 óbitos e 35.772 casos de infeção), Cabo Verde (267 mortos e 31.097 casos), Guiné Equatorial (118 óbitos e 8.626 casos), Guiné-Bissau (68 mortos e 3.784 casos) e São Tomé e Príncipe (37 mortos e 2.344 casos).

O primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

PUB

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa