fbpx
Select Page
Coronavírus

Covid-19: Sinal vermelho nas praias não pode proibir banhistas

O ministro do Ambiente garantiu que “o acesso à praia é livre”, mas no caso de haver um incumprimento reiterado, a praia pode ser encerrada.

21 Maio, 2020 - 18:49

Record TV com Lusa

“O acesso à praia é livre, o vermelho não significa nenhuma proibição de entrar na praia”. O alerta é de João Matos Fernandes, Ministro da Ambiente, que disse que o sinal é um aviso, mas não impede a entrada de pessoas, embora o “incumprimento reiterado” por dois ou três dias seguidos possa levar ao encerramento da praia por razões de saúde pública. 

No briefing do Conselho de Ministros, João Pedro Matos Fernandes foi questionado sobre as regras do acesso às praias devido à pandemia de covid-19 na época balnear.

“Quero acreditar que não vamos ter nenhum caso desses durante o próximo verão em Portugal”, afirmou. O ministro insistiu, por diversas vezes, que “o acesso à praia é livre”, mas “tem de ser feito com segurança”.

“O risco de contágio numa praia é igual ao de qualquer outro local no espaço público. Não há nenhum risco acrescido”, apontou. Portugal, segundo Matos Fernandes, “deve ser dos poucos países do mundo em que todas as praias são públicas” e “não existem praias privadas em Portugal”.

Por isso “foram definidas regras, que são essencialmente de afastamento para que numa praia não haja mais do que um determinado número de utentes porque são aqueles que em segurança aí conseguem estar”, lembrou o ministro.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa