fbpx
Select Page
Coronavírus

Hungria alivia restrições apesar do recorde de óbitos por covid-19

Primeiro-ministro húngaro anunciou na semana passada que o país poderia reabrir quando 2,5 milhões de pessoas tivessem recebido pelo menos a primeira dose da vacina.

7 Abril, 2021 - 12:39

Inês Amado

O Governo húngaro decidiu flexibilizar as medidas de restrição adotadas no âmbito do combate à pandemia, autorizando a reabertura do comércio e alterando o horário do início do recolher obrigatório noturno das 20:00 para 22:00.

O aliviar das restrições tem início hoje, dia em que o país registou um novo máximo de óbitos por covid-19, com 311 mortes.

A abertura dos estabelecimentos decidida pelo Governo de Victor Orbán, que compreende os serviços de cabeleireiro, mas exclui restaurantes, bares e hotéis, deverá obedecer à limitação de capacidade de um cliente para cada 10 metros quadrados de superfície.

O primeiro-ministro húngaro tinha anunciado na semana passada que o país poderia reabrir quando 2,5 milhões de pessoas, correspondente a 25% da população, tivessem recebido pelo menos a primeira dose de uma das vacinas contra a covid-19.

A Hungria tem, neste momento, a taxa de mortalidade mais elevada por covid-19 e a segunda maior alta de contágios da União Europeia (UE).

PUB

Últimas

PUB

Slide

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa