fbpx
Select Page
Coronavírus

Portugal vai manter-se a três velocidades nos próximos 15 dias

Área Metropolitana de Lisboa vai continuar com regras apertadas.

13 Julho, 2020 - 18:53

Diogo Ramalho | Carla Pereira Dias
Record TV

A ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, confirmou que há uma tendência decrescente de novos casos de Covid-19 em Portugal e na região da Área Metropolitana de Lisboa, onde existem nesta altura 19 freguesias em estado de Calamidade.

Contudo, o Governo não considera que esta seja a altura certa para “ficar completamente descansado”, e por isso decidiu manter as mesmas regras por mais 15 dias.

Em conferência de imprensa, Mariana Vieira da Silva admitiu que há “um conjunto de surtos significativo na área de Lisboa, mas também transmissão em comunidade”.

“Achamos que é necessário manter o mesmo nível de vigilância. Embora a taxa de incidência tenha melhorado, ainda não nos deixa tranquilos”, admitiu Mariana Vieira da Silva. A ministra confirmou ainda que a taxa de incidência desceu de 154 para 121 casos positivos por 100 mil habitantes nas últimas duas semanas.

O Governo não descarta, no entanto, a possibilidade de definir medidas ainda mais apertadas, caso a pandemia se agrave.

Durante os últimos 15 dias as equipas multidisciplinares criadas pelo governo nesta fase acompanharam mais de 3 mil pessoas nas 19 freguesias dos concelhos de Lisboa, Loures, Amadora, Sintra e Odivelas.

A par disso, o governo não quis revelar se estava identificada a origem dos contágios nas 19 freguesias mais problemáticas, nem se as fiscalizações estavam a ser suficientes para conter a propagação do vírus.

No entanto, deixou a mensagem de que é necessário que as regras definidas sejam cumpridas, entre elas usar máscaras e evitar ajuntamentos.

Medidas anunciadas antes do Conselho de Ministros Extraordinário que acontece esta quinta-feira.

No final do mês de julho, o governo volta a reavaliar a situação em Portugal.

ViajeCaDentro

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa