fbpx
Select Page
Coronavírus

Prisões portuguesas com 371 casos ativos de covid-19

Novo surto detetado na cadeia de Izeda, no distrito de Bragança.

20 Novembro, 2020 - 16:31

Record TV
Arquivo

Há mais um surto de covid-19 nas prisões portuguesas, mais precisamente no Estabelecimento Prisional de Izeda, em Bragança.

De acordo com a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP), foram identificados, até ao momento, 18 casos positivos naquela cadeia, entre nove reclusos e nove funcionários.

“No âmbito do plano de contingência em execução, a DGRSP determinou a afetação dos reclusos positivos, genericamente assintomáticos, a um setor independente do Estabelecimento Prisional de Izeda onde permanecerão em isolamento, separados da restante população prisional e sob vigilância e acompanhamento clínico”, lê-se no comunicado emitido pela DGRSP.

O surto foi detetado após quatro colaboradores terem testado positivo ao novo coronavírus, tendo a direção decidido iniciar a testagem ao universo de 277 reclusos e os 116 trabalhadores, entre os dias 17 e 18 de novembro.

Nos estabelecimentos prisionais de Lisboa e Guimarães, cujos surtos já tinham sido anunciados anteriormente, registam-se, nesta altura, 99 e 26 casos confirmados da infeção, entre reclusos e trabalhadores.

Na cadeia de Tires, o balanço mais recente aponta para 130 reclusas infetadas, além de duas crianças, filhas de reclusas, e oito colaboradores.

No que diz respeito à situação de contágio em lares, em Alhandra a “situação é grave”, havendo “muitos óbitos a lamentar”, nas palavras de Alberto Mesquita, presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira.

Até ao momento, 21 idosos faleceram no lar daquela freguesia, na sequência de infeção pelo novo coronavírus. Contudo, o autarca assegurou que o caso “está controlado” e que “tudo está a ser feito para que seja rapidamente ultrapassado”.

Em contexto escolar, a Escola Básica André de Resende, em Évora, foi encerrada depois de terem sido confirmados mais dois casos entre os funcionários.

Segundo Fernando Farinha Martins, diretor do Agrupamento de Escolas Gabriel Pereira, ao qual pertence a instituição de ensino, o primeiro caso positivo de covid-19 foi conhecido no último sábado, tendo a direção anunciado o encerramento da escola no domingo.

A Autoridade de Saúde Pública determinou o isolamento profilático de “todos os assistentes operacionais”, disse o responsável, sublinhando que “o panorama é sombrio”.

De acordo com Fernando Farinha Martins, a reabertura da escola será apenas viável caso exista “um número mínimo de assistentes operacionais com teste negativo que possam assegurar o funcionamento” das atividades presenciais.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa