fbpx
Select Page
Coronavírus

Vacina russa tem efeitos secundários

Fármaco terá sido testado apenas em 38 pessoas e tem eficácia desconhecida.

12 Agosto, 2020 - 11:47

Virginia Galván

Anunciada como a primeira vacina do mundo registada contra a covid-19, vai começar a ser fabricada no próximo mês de setembro e foi já encomendada por 20 países.

No entanto, a ‘Sputnik V’ terá sido testada apenas em 38 pessoas, registada ao fim de 42 dias e possui uma eficácia desconhecida.

De acordo com a agência Fotanka, o fármaco provoca vários efeitos secundários, como febre, inchaço, hipertermia, comichão no local da injeção, cansaço físico e falta de energia, falta de apetite, dores de cabeça, diarreia, congestão nasal e garganta dorida.

Apesar de Vladimir Putin ter anunciado que a vacina passou todos os testes, vários cientistas de todo o mundo puseram em causa o fármaco, alegando que foi registado sem ter passado a fase 3 de testagem, que demora meses e envolve milhares de pessoas.

ViajeCaDentro

Novela Amor sem Igual - regressa dia 23

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa