fbpx
Select Page
Cultura & Famosos

Apelo de Leonardo DiCaprio ajuda a salvar 100 baleias

Ator e ambientalista tinha apelado à assinatura de uma petição para libertar animais que estavam num cativeiro ilegal e degradante na Rússia.

5 Março, 2019 - 16:06

Vânia Mateus
AXELLE/BAUER-GRIFFIN/FILMMAGIC

Foi no ano passado que foram tornadas públicas as imagens de baleias (orcas e belugas) presas em tanques. Leonardo DiCaprio, conhecido não apenas pela carreira cinematográfica mas também por ser defensor acérrimo dos animais e do meio ambiente, lançou um apelo online que mobilizou milhares de pessoas e que terá sido decisivo para salvar os animais. Em poucas horas, a petição partilhada por DiCaprio reuniu quase um milhão de assinaturas.

De acordo com o Kremlin, as baleias estavam a ser mantidas em tanques formados por redes na baía de Srednyaya, no leste da Rússia, local que ficou conhecido como “prisão de baleias”. Os animais “estavam em condições cruéis para serem vendidas a aquários chineses”.

Vladimir Putin já pediu aos ministros do Meio Ambiente e da Agricultura para determinarem rapidamente o destino dos mamíferos, até porque muitos estão a ficar com sérios danos na pele devido às baixas temperaturas a que estão sujeitos. Muitos tanques estão a ficar congelados.

O próximo passo será a libertação das orcas e belugas que, de acordo com o ministro russo para a Ecologia, terá de ser feita o mais corretamente possível, com especial atenção para as condições meteorológicas e o estado de saúde atual dos animais.

De salientar que a legislação russa permite a captura de baleias mas apenas para as comunidades tradicionais, no norte do país, que as utilizam na alimentação. De acordo com o direito internacional, as baleias podem ser capturadas para certos fins científicos, educacionais e culturais, mas a exportação comercial neste caso, supostamente, para venda a aquários chineses e parques de entretenimento é estritamente proibida.

 

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa