Rui Zink, Afonso Cruz, Lopito Feijó e Mário Zambujal no Festival Livros a Oeste

Rui Zink, Afonso Cruz, Lopito Feijó e Mário Zambujal no Festival Livros a Oeste
PUB
Leaderboard - Pub CTT Western Union

Festival conta com 35 convidados, de 10 a 14 de maio.

Rui Zink, Afonso Cruz, o angolano Lopito Feijó e Mário Zambujal estão entre os 35 convidados para o festival Livros a Oeste, que se realiza entre 10 e 14 de maio na Lourinhã, segundo o programa divulgado.

O festival, no distrito de Lisboa, assinala os seus 10 anos com o tema “A linguagem é um vírus”.

No primeiro dia, os escritores Rui Zink, Afonso Cruz e a presidente do Conselho Nacional de Educação, Maria Emília Brederode Santos vão participar no encontro “Temos livros, somos livres”.

O caricaturista e autor de banda desenhada Nuno Saraiva inaugura a exposição “Diário de uma quarentena”, do mesmo nome do livro que publicou em 2021, e vai falar na conferência “A realidade é sempre mais absurda”.

No dia 11, os escritores José Carlos Barros, autor do romance “As Peças invisíveis”, e o angolano Lopito Feijó. que escreveu “Corpo a Corpo”, vão falar sobre “as pessoas invisíveis e desejos e doutrinárias marintimidades” e “a poesia é que nos cura”. Este último encontro conta com a participação do também angolano João Melo, que publica em Portugal um novo título, “Será este livro um romance?”.

O cantor e escritor Sérgio Godinho, o escritor guineense Tony Tcheka e João Melo participam ainda no painel “Temos fantasmas tão educados, que adormecemos no seu ombro”, versos do poema “Queixa das almas jovens censuradas”, de Natália Correia, posto em música por José Mário Branco, no álbum “Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades”.

O dia 12 é dedicado a José Saramago, Prémio Nobel da Literatura em 1998, com duas conferências.

Na primeira, “Saramago: uma vida d’escrita”, participam o jornalista Carlos Vaz Marques, o ex-ministro e administrador da Fundação Calouste Gulbenkian Guilherme d’Oliveira Martins, o crítico literário Carlos Reis e a jornalista Pilar del Rio, presidente da Fundação José Saramago.

A segunda, “A linha infinita e uma longa viagem com José Saramago”, conta com os autores Miguel Real e João Céu e Silva.

No último dia, os escritores Mário Zambujal, Rita Ferro e Rodrigo Moita de Deus vão falar na conferência “A falar é que a gente se entende”.

Todos os dias, há sessões de contos e de poesia, apresentação de livros, uma feira do livro, e a oficina de teatro “Roubei um livro na cabine de leitura e agora vou ler”, terminando com a apresentação de um espetáculo.

O Festival Livros a Oeste realiza-se todos os anos, desde 2012, não se tendo realizado em 2020 devido à pandemia de covid-19.

O tema deste ano, “A linguagem é um vírus”, recupera uma expressão do escritor norte-americano William S. Burroughs, vinda de um dos seus ensaios da década de 1970, que a cantora, declamadora, compositora e realizadora Laurie Anderson também usou em “Home of the Brave”, uma das mais conhecidas canções deste seu álbum de 1986.