IPDJ faz auditoria à Federação de Judo

Governo e Federação de Judo chegam a acordo para mais apoios aos atletas
PUB

A averiguação surge no seguimento dos problemas entre atletas e organismo.

Depois do desentendimento entre atletas de judo e o presidente da federação, Jorge Fernandes, o Instituto Português do Desporto e da Juventude vai avançar com uma auditoria externa extraordinária à Federação Portuguesa de Judo. Em comunicado, a entidade dá conta de que o objetivo é avaliar a execução financeira do programa olímpico da modalidade.

Com um tempo previsto de 90 dias, a avaliação vai ter em conta as posições discordantes entre as alegações dos atletas do programa de preparação olímpica e os esclarecimentos prestados pela federação.

O Instituto avança ainda que está a decorrer um inquérito para apurar a legitimidade das decisões da federação, que estará concluído dentro de três semanas.

Em causa está uma carta assinada no verão por sete atletas, na qual acusavam o presidente da federação de opressão, discriminação e ameaças. Ainda na semana passada, a judoca Telma Monteiro criticou Jorge Fernandes ao informar os treinadores , numa reunião de planeamento, de que alguns atletas já não recebiam verbas de apoio englobadas no projeto olímpico.