Cabrini em Inglaterra para a cobertura do último adeus à rainha

Cabrini em Inglaterra para a cobertura do último adeus à rainha
© Record TV

Após o anúncio da morte da rainha Isabel II, pessoas de todo o mundo solidarizaram-se com a família real e prestarem homenagem à monarca.

Roberto Cabrini viajou até ao Reino Unido e percorreu alguns dos lugares mais importantes na vida da monarca, que protagonizou o mais longo reinado da história do mundo. O trabalho foi exibido numa reportagem exclusiva do ‘Domingo Espetacular’.

O jornalista visitou, por exemplo, o local onde nasceu a rainha Isabel II e também o palácio real de Kensington. Outro momento alto foi a visita ao castelo de Balmoral, um dos locais preferidos da monarca na Escócia, onde ela gostava de passar o verão, descansar e usufruir da companhia dos animais que lá vivem.

A equipa de reportagem deslocou-se também ao palácio de Buckingham, que receberá o corpo da rainha para depois sair, numa carruagem, rumo ao palácio de Westminster.

Em todos estes locais, mas principalmente em Londres – a cidade onde a rainha residia – o trabalho jornalístico mostrou uma multidão concentrada em vigília, a cobertura mediática da despedida e os portões com mensagens de homenagem à rainha, que era símbolo da nação.

“O maior feito dela foi ter mantido o nosso povo unido”, diz um entrevistado à porta do palácio. Cabrini também entrevistou João Carlos, um brasileiro que conta que foi até lá porque este “é um marco histórico. Agora vai haver uma transição no país, depois de muito tempo sem mudanças”.

Agora, o rei Carlos III, o filho primogénito, assumiu o trono. No primeiro discurso o novo monarca afastou os boatos relativos à eventualidade de poder abdicar e terminou, agradecendo à mãe: “Obrigado pelo amor e devoção à nossa família”.