Cabrini entrevista dentista acusada de morte de paciente

Cabrini entrevista dentista acusada de morte de paciente
© Record TV
PUB
Leaderboard - Pub CTT Western Union

Jamilly Flexa é acusada da morte de Luiz Carlos das Dores, que sofreu uma infeção após procedimento de colocação de facetas dentárias.

Na ‘Grande Reportagem’ do ‘Domingo Espetacular’, Roberto Cabrini falou com a dentista Jamilly Flexa em exclusividade. “Em nenhum momento considero-me culpada ou fui negligente”, disse ao jornalista.

Por outro lado, Benedito Antônio Junior, companheiro de Luiz, partilhou com Cabrini a pouca atenção dada pela especialista aos problemas que surgiram posteriormente. Os tratamentos de Luiz e Benedito custaram mais de 12 mil euros. “Sentimos fortes dores depois do procedimento e ela disse que era normal, que era o efeito da anestesia a passar e a chegada de forte sensibilidade”, complementa.

O consultório da dentista fica localizado na região central de Goiânia. Sobre os problemas apontados, a especialista respondeu: “Eu respeito a opinião pessoal dos outros sobre este caso, mas não sou obrigada a concordar”. Depois dos exames antes da colocação das facetas, o diagnóstico de Luiz foi “perda de cristas ósseas”. Na opinião de alguns especialistas, este seria caso para cancelar a colocação das facetas. Jamilly, intitulada pelos seus pacientes de ‘rainha das facetas’, diz que “isso é pessoal, cientificamente não proíbe a colocação”.

Dias depois, Luiz, de 57 anos, pai de 4 filhos, avô de 3 netos, faleceu nas urgências de um hospital, vítima de uma infeção generalizada. “Meu pai foi um herói”, diz a filha.

Confira a ‘Grande Reportagem’: