‘Menino de ouro’ recorda dificuldades vividas antes da fama

‘Menino de ouro’ recorda dificuldades vividas antes da fama
© Record TV

‘O Programa de Todos os Programas’ recebeu Luiz Bacci, apresentador de ‘Cidade Alerta’, que revelou detalhes da sua carreira, vida e ambições!

Tudo começou quando tinha 10 anos. Filho de um médico ginecologista e uma professora, a paixão pelos meios da comunicação aconteceu num dia em que o pai foi dar uma entrevista numa rádio e teve de levar o filho. Bacci apaixonou-se logo pela profissão.

Começou num programa de rádio ainda criança e depois chegou a apresentador de um programa infantil. Mais tarde licencia-se em Jornalismo, passa a ser repórter e torna-se naquilo que é hoje: o comandante do ‘Cidade Alerta’.

Mas como nem tudo o que parece é, Bacci teve de superar alguns obstáculos ao longo da carreira. “Foram tantas as vezes que eu apanhei pancada que esses episódios serviram para fazer este Luiz Bacci. Eu não dei passos atrás, eu sabia que os degraus só ainda não estavam pavimentados”.

Flávio Ricco – que coapresenta a rubrica com Dani Bavoso – complementou: “Foste construindo a tua carreira, tijolinho por tijolinho, e construíste do jeito que querias. Cuidaste da tua carreira como ninguém.”

Sobre a Record TV, Bacci disse que desde sempre gostou da empresa e que até hoje se emociona ao entrar no local. Ele ainda contou que chegou à portaria da empresa, ainda muito jovem, a pedir emprego.

Na conversa recordou um convite para um programa de desporto, ao qual ele respondeu: “[No futebol] Eu não sei nem quantos jogadores há em campo, não ia dar certo.” [risos] O comunicador também falou sobre os ‘nãos’ que já ouviu, como numa frase que o marcou: “Vais ter 40 anos e ainda cara de criança. Nunca vais dar certo no jornalismo.”

Ao recordar Marcelo Rezende, que foi muito importante na sua carreira, deixou clara a gratidão e carinho pelo jornalista já desaparecido. Acrescentou que, logo no início da carreira, Marcelo adotou-o e que o ‘Menino de Ouro’ – alcunha dada por Rezende – tem diversos motivos.

Sobre o programa ‘Cidade Alerta’ de hoje, contou que já somam muitos casos resolvidos e que ainda vai “comprar muita briga”. Afinal são quatro horas de programa diariamente.