Novas imagens do polícia que matou Leandro Lo

Novas imagens do polícia que matou Leandro Lo
© Record TV
PUB
Leaderboard - Pub CTT Western Union

O agente policial que matou o atleta brasileiro Leandro Lo, Tenente Henrique Velozo, já havia se envolvido em outra discussão com agressões físicas em 2017 e o ‘Domingo Espetacular’ mostra estas imagens exclusivas.

Em outubro de 2017 e também numa casa noturna de onde foi expulso, Henrique envolveu-se numa briga. Desta vez, as agressões ocorreram contra colegas de profissão e ele acabou condenado em primeira instância por desacato e agressão.

Este crime anterior pode fazer com que, no caso da morte de Leandro Lo, Henrique deixe de ser réu primário e tenha uma pena maior por ter alvejado mortalmente o campeão de jiu-jitsu.

Sobre o caso de Leandro, a família do atleta está muito abalada com o crime, que aconteceu durante um concerto de pagode. Leandro estava com amigos e, segundo testemunhas, foi provocado pelo agente da polícia. Durante a discussão, Henrique, que estava armado, disparou contra o atleta. Há histórias ainda de que ambos já haviam discutido há meses.

De acordo com investigação da Polícia Civil, após o crime, o tenente seguiu para uma boate. De lá, ele e a mulher foram para um motel, onde ficaram até às 16 horas do dia seguinte. A justiça decretou a prisão preventiva e ele encontra-se preso em São Paulo.

O advogado do Tenente Henrique Velozo, Cláudio Dalledone, afirma que o seu cliente apenas reagiu a agressões que tinha sofrido. “Infelizmente veio o infortúnio onde o lutador perdeu a vida.” No decurso do incidente, Leandro foi levado para o hospital, mas não resistiu.