Sargento que participou nas buscas por Lázaro fala sobre o caso

Sargento que participou nas buscas por Lázaro fala sobre o caso
© Record TV

Após um ano dos crimes cometidos por Lázaro Barbosa, que lançaram o pânico no Brasil, o sargento responsável pela investigação – que inclusive ficou ferido com um tiro no rosto – fala sobre o caso.

Ao ‘Cidade Alerta’, o sargento Areias revelou pormenores sobre o caso da última família que Lázaro fez refém e que conseguiu entrar em contacto com a polícia. Foi durante a operação de resgate que a equipa de investigação identificou uma pegada suspeita e recente que conduziu ao criminoso. “Assim que ele teve visão da nossa equipa, ele realizou os disparos”, afirma.

A marca do tiro está até hoje no rosto do sargento: “Por sorte não caí, pude virar-me e reagir”, conta.

O programa ‘Cidade Alerta’ também falou com o pai da família que ficou refém de Lázaro. “Ele olhava para a gente e dizia: ‘Matar um a mais ou a menos não me faz diferença’”, recorda.