fbpx
Select Page
Mundo

A foto que está a chocar o mundo

Pai e filha morreram afogados a caminho dos EUA. Imagem pode chocar os leitores mais sensíveis.

27 Junho, 2019 - 12:44

Virginia Galván

É uma fotografia que está a chocar o mundo, já comparada à de Alan Kurdi, o menino sírio de três anos que morreu afogado em 2015, ao largo da ilha grega de Kos.

Óscar Alberto Ramírez, de 25 anos, e a filha Valeria, de 23 meses, morreram a atravessar o Rio Grande numa tentativa de chegar ao Texas, nos EUA.

Óscar, a mulher, Tania Vanessa Ávalos, e a filha de ambos, naturais de El Salvador, estavam há dois meses no México e decidiram arriscar entrar nos EUA, com medo que as políticas de Donald Trump se tornassem ainda mais duras.

“Disse que tinham estado em Tapachula, no sul do México, e que tentaram pedir um visto humanitário [permitia-lhes ficar no México a trabalhar durante um ano] mas eles queriam o sonho americano – portanto apanharam o autocarro até à fronteira”, escreveu a autora da trágica foto, a fotojornalista mexicana Julia Le Duc, num artigo publicado no Guardian.

Quando chegaram à ponte que liga o México aos Estados Unidos, disseram-lhes que a alfândega americana estava encerrada por ser fim de semana.

Foi então que pensaram que poderiam atravessar o rio.

“Ele passou primeiro com a menina e deixou-a no lado americano. Depois voltou para ajudar a mulher, mas a filha entrou na água atrás dele. Quando voltou para trás para a salvar, a corrente arrastou-os”, conta Julia.

Tania assistiu em desespero ao marido e filha a serem arrastados para a morte.

“No domingo, recebemos o alerta de uma mulher que gritava desesperada na margem do Rio Grande. No local, os gritos de que a corrente tinha levado a sua filha”, lembra Julia.

“Chamou-me a atenção a bebé a abraçar o pai… Foi qualquer coisa que me tocou fundo porque mostra que, até ao seu último suspiro, ela esteve junto a ele, não só pela t-shirt mas também naquele abraço que os manteve juntos até à morte. Fui repórter de crimes durante muitos anos, e já vi muitos corpos – e muitas vítimas de afogamento. É possível ver que o pai meteu a menina dentro da sua t-shirt para que a corrente não a levasse. Ele morreu a tentar salvar a vida da filha”, afirmou a fotojornalista.

No ano passado, morreram 283 pessoas a tentar passar a fronteira entre o México e os Estados Unidos.

PUB

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa