Apresentador russo suspenso por defender morte de crianças ucranianas

Apresentador russo suspenso por defender morte de crianças ucranianas
REUTERS/Alexander Ermochenko
PUB

Antón Krasovski pediu entretanto desculpa, alegando situações como estas “acontecem”. “Estás no ar, deixas-te levar. E não consegues parar”, afirmou nas redes sociais.

Antón Krasovski, apresentador do canal de televisão estatal russo RT, defendeu em direto a morte de crianças ucranianas.

Num programa em direto, transmitido no passado dia 20, o apresentador afirmou que as crianças ucranianas que olhavam para os russos como ocupantes deveriam ser “atiradas a um rio que tivesse uma corrente forte” ou então ““colocadas numa cabana e queimadas”.

Krasovski ter-se-á ainda rido dos relatos das violações de soldados russos a mulheres ucranianas, ocorridas durante a invasão.

As declarações polémicas não caíram bem junto da direção do canal, que decidiu suspender a relação laboral ente o apresentador e a estação.

“Por enquanto, vou suspender a nossa cooperação [com Krasovski], porque nem eu nem ninguém na RT pode permitir que se possa pensar que alguém daqui partilha estas ideias de selvajaria”, escreveu Margarita Simonián no Telegram.

Antón Krasovski veio entretanto pedir desculpa pelo incidente. Explicou que se sente verdadeiramente embaraçado e que situações destas “acontecem”. “Bem, acontece: estás no ar, deixas-te levar. E não consegues parar. Peço perdão a toda a gente que ficou chocada com isto”, afirmou, numa declaração citada pela Sky News.