fbpx
Select Page
Mundo

Assange acusado de pirataria informática e conspiração

Justiça norte-americana tem até 12 de junho para enviar documentos sobre pedido de extradição.

11 Abril, 2019 - 19:21

Diana Rosa Rodrigues

Julian Assange foi esta quinta-feira presente a um juiz perante o qual se declarou inocente das acusações de que é alvo em solo britânico: violação de liberdade condicional e fiança. Assange voltará a ser ouvido a 2 de maio sendo que até lá, permanecerá detido.

Enquanto se dirigia para tribunal gritava “Isto é ilegal. Não vou sair”, referindo-se ao pedido de extradição para os EUA que pende sobre ele. O fundador do WikiLeaks está acusado pela justiça norte-americana dos crimes de pirataria informática e conspiração, pelo que o país emitiu um pedido de extradição.

O juiz britânico Michael Snow informou esta tarde que os Estado Unidos têm até ao próximo dia 12 de junho para enviar para o Reino Unido toda a documentação necessária para o pedido de extradição. Assange explicou que sempre recusou entregar-se às autoridades britânicas com receio de que fosse extraditado para os Estados Unidos país onde, se fosse condenado, poderia ser condenado a uma pena de prisão perpétua.

Advertisements

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa