fbpx
Select Page
Mundo

Atira bebé ao chão por estar “a chorar e agitado”

Menino ficou cego, surdo, incapaz de se mover e com hemorragias na espinal medula. Morreu cinco dias depois.

14 Agosto, 2019 - 15:42

Virginia Galván

Matthew Hoisser, de 35 anos, atirou o filho de quatro meses ao chão, de cabeça, porque ele “estava a chorar, agitado”, no Estado do Minnesota.

Na manhã seguinte, a mãe reparou que Gus “choramingava” e não queria comer. No infantário a educadora percebeu que algo estava errado e contactou as autoridades.

O menino foi hospitalizado, mas morreu cinco dias depois.

Os médicos revelaram que a causa de morte foi “a força bruta” com que o pai o atirou, sendo que ficou cego, surdo, incapaz de se mover e com hemorragias na espinal medula.

Na autópsia, os médicos legistas encontraram um segundo ferimento na cabeça do bebé, que terá ocorrido “aproximadamente uma ou duas semanas antes da hospitalização”.

Matthew Hoisser admitiu que nem sempre era “super gentil” com o filho e que este era “complicado, que tinha cólicas constantes”.

O homem está acusado de homicídio e poderá ser condenado a uma pena de prisão de até 40 anos.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa