Atiram filha de meses para o esgoto na Índia

Atiram filha de meses para o esgoto na Índia
PUB

Um casal matou filha com apenas cinco meses com receio de o pai perder o emprego. Lei do estado do Rajastão determina que um trabalhador se reforme após o nascimento do terceiro filho.

Um homem de 36 anos e a mulher mataram a filha bebé, atirando-a para um esgoto. O episódio aconteceu no distrito de Bikaner, no estado do Rajastão, na Índia. A menina era o terceiro filho do casal, algo que poderia implicar a perda de trabalho para o pai da criança.

O homem, trabalhador do governo daquele estado indiano, estava receoso de perder o emprego, uma vez que a lei daquele local diz que o nascimento de um terceiro filho implica a reforma obrigatória do trabalhador.

Ao ver-se livre da criança, Jhawarlal Meghwalachou, que ainda trabalhava por via de contratos temporários, garantia que não enfrentaria uma demissão devido à política de dois filhos do governo estadual e conseguiria um emprego permanente. 

O casal atirou a bebé de cinco meses para o canal numa zona perto da estação da polícia de Chhatargarh, acabando por ser detidos.