Brittney Griner condenada a nove anos de prisão

Brittney Griner condenada a nove anos de prisão
REUTERS/Evgenia Novozhenina

Brittney Griner foi esta quinta-feira condenada a nove anos de prisão por um tribunal de Moscovo. A jogadora de basquetebol norte-americana, detida em fevereiro deste ano pelas autoridades russas, foi considerada culpada dos crimes de tráfico e posse de droga.

Griner, de 31 anos, tinha-se dado como culpada admitindo que possuía óleo de canábis mas em tribunal afirmou que cometeu “um erro sincero”, sendo que não queria “fazer mal ninguém” ou “colocar em perigo a população russa”. “Cometi um erro honesto e espero que a sua decisão que não ponha fim à minha vida aqui”, afirmou a jogadora em tribunal.

O caso ganhou especial protagonismo uma vez que a guerra na Ucrânia começou pouco tempo após a detenção, com a Rússia a ser acusada de politizar o caso da norte-americana.

“Sei que toda a gente continua a dizer que sou um peão utilizado para fins políticos, mas espero que isso fique longe desta sala de tribunal. Não tinha intenção de infringir qualquer lei russa”, afirmou Brittney Griner.

Além dos nove anos de prisão, a jogadora, medalhada de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio 2016 e Tóquio 2020, terá ainda de pagar uma multa de cerca de 16 mil euros.

A defesa da jogadora já afirmou que irá recorrer da decisão.