fbpx
Select Page
Mundo

Concentração de gases de efeito de estuda atinge níveis recorde

Alerta é feito pela Organização Meteorológica Mundial, ligada à ONU.

30 Novembro, 2019 - 15:31

Diana Rosa Rodrigues
REUTERS/Adnan Abidi

O Relatório da Organização Meteorológica Mundial aponta para níveis de concentração de gases de efeito de estuda nunca antes vistos e sem qualquer sinal de abrandamento durante o ano de 2018.

A organização ligada à ONU explica no relatório anual que a concentração média de dióxido de carbono atingiu 407,8 partes por milhão em 2018, mais 0,56 por cento do que em 2017. Valores que revelam uma concentração 146% superior à verificada na época pré-industrial (referida a 1750) e uma subida anual superior à média dos dez anos anteriores.

Já o metano, outro dos gases poluentes a concentração na atmosfera verificada foi de de 1,86 partes por milhão, também um máximo histórico que chega a 259% dos níveis da era pré-industrial.

Apesar de todos os alertas e das alíneas no acordo de Paris assinado por vários países, a organização revela que não há sinais de redução ou diminuição de emissões de gases com efeito de estufa na atmosfera.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa