fbpx
Select Page
Mundo

Condenado a perpétua jovem que decapitou colega

Adolescente foi encontrado sem cabeça e sem mãos, após um mês desaparecido.

10 Julho, 2019 - 12:05

Virginia Galván

Mathew Borges foi condenado a prisão perpétua, após ser considerado culpado da mutilação, decapitação e consequente morte de Lee Viloria-Paulino, no Estado do Massachusetts.

O crime remonta a novembro de 2016, quando o homicida tinha 15 anos e a vítima 16. Lee terá sido morto devido ao tempo que passou com a namorada de Mathew.

Após um mês desaparecido, o corpo do adolescente foi encontrado num banco junto ao rio Merrimack, sem mãos e sem a cabeça, que estava a poucos metros do corpo.

O cadáver apresentava 76 ferimentos e foi encontrado um caderno com alegados planos para o homicídio, o que levou a acusação a concluir que foi premeditado.

Mathew, que se manteve mudo e inexpressivo durante a leitura da sentença, tornar-se-á obrigatoriamente elegível para liberdade condicional ao fim de 30 anos de pena cumprida, quando tiver 48 anos.

Esta possibilidade deve-se ao facto de no Massachusetts ser inconstitucional sentenciar um adolescente a prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa