fbpx
Select Page
Mundo

Criança vítima de bullying por causa da menstruação

Menina de 14 anos tirou a própria vida depois de ter sido gozada por uma professora, no Quénia.

11 Setembro, 2019 - 16:49

Diana Rosa Rodrigues
REUTERS/Siphiwe Sibeko

A notícia é avançada pelos órgãos de comunicação quenianos e reportada pela BBC. A mãe de uma menina de 14 anos denuncia que a filha tirou a própria vida depois de ter sido vítima de bullying na escola devido à menstruação. A mulher dá conta de que a professora da criança terá gozado com a menina depois desta aparecer com o uniforme manchado devido ao período.

A mãe da menina explicou que a professora chamou a filha de “suja” quando mostrou a nódoa no uniforme, expulsando-a da sala de aula na localidade de Kabiangek, em Nairobi, na passada sexta-feira.

A notícia gerou uma onda de contestação que levou a um protesto na escola. A polícia teve de usar gás lacrimogéneo para dispersar cerca de 200 pais em protesto.

Os níveis de pobreza no país dão conta de que muitas crianças e adolescentes não têm dinheiro para comprar produtos higiénicos como pensos ou tampões.

Em 2017 o Quénia passou uma lei que servia para providenciar toalhitas sanitárias para meninas em idade escolar. O Parlamento do país investiga, no entanto, o facto de o programa não estar ainda implementado em todas as escolas do país.

PUB

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa