fbpx
Select Page
Mundo

Fica cinco anos a mais na prisão

Recluso alega que nunca lhe disseram a duração da pena.

9 Julho, 2020 - 14:26

Virginia Galván

Um recluso esteve detido cinco anos a mais, porque as autoridades não se aperceberam que as duas sentenças eram para cumprir em simultâneo, em Samoa, na Polinésia.

Sio Agafili, de 45 anos, deveria ter saído em liberdade em dezembro de 2015, mas permaneceu detido até um juiz ter descoberto o erro na semana passada, avança o The Guardian.

“Ninguém me avisou quando é que a minha sentença na prisão iria terminar. Perdi a conta dos dias atrás das grades. Não me lembro muito de quando é que deveria estar fora, só sei que tinha que cumprir o meu tempo”, contou o homem.

Sio Agafili foi condenado a sete anos de prisão por roubo, em novembro de 2008. Um mês depois, foi novamente condenado, por outros crimes, a cinco anos de prisão, sentenças que deviam ter sido cumpridas em simultâneo.

A defesa diz que foi violado o direito à liberdade e que o recluso vai pedir indemnização.

ViajeCaDentro

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa