Idoso colocado vivo em saco de cadáver

<strong>Idoso colocado vivo em saco de cadáver</strong>

Caso insólito ocorreu em Xangai, numa altura que autoridades de saúde chinesas se encontram a braços com nova vaga da variante Ómicron.

Cinco pessoas foram detidas e encontram-se sob investigação após um idoso ter sido colocado vivo num saco para cadáver.

O caso ocorreu numa casa de repouso em Xangai, na China, numa altura em que as autoridades de saúde se encontram assoberbadas com novos confinamentos gerais devido a uma nova vaga da variante Ómicron do SARS-CoV-2.

O idoso havia sido declarado morto pelos funcionários da casa de repouso e entregue aos serviços fúnebres.

O incidente foi filmado e o vídeo rapidamente se tornou viral. Nas imagens é possível ver funcionários mortuários, devidamente equipados e protegidos para evitar o contágio do vírus, a abrirem o saco junto a uma carrinha e o seu espanto, ao perceberam que o idoso afinal estava vivo.

“Vivo! Viste aquilo? Vivo!”, afirmou um dos homens. “Não o cubras novamente!”, é possível ouvir outro a dizer.

O idoso terá sido então levado para receber cuidados médicos, mas o caso provocou uma onda de indignação que coloca em causa o sistema médico daquela cidade chinesa que se encontra confinada há três semanas

O incidente foi confirmado pelo governo do distrito de Putuo, que iniciou as investigações. Entre os detidos está o diretor da instituição e um médico.