fbpx
Select Page
Mundo

Irão anuncia detenções de responsáveis pelo desastre aéreo

Regime iraniano quer punir judicialmente os culpados pelo míssil que atingiu por erro o avião ucraniano, causando 176 mortes.

14 Janeiro, 2020 - 14:42

Eduarda Pires
Wikipedia

O Irão anunciou ter detido um grupo de pessoas responsáveis pelo desastre aéreo que vitimou 176 civis. Os países envolvidos no caso vão reunir quinta-feira, para organizar a repatriação das vítimas e pedir uma investigação transparente por parte do Irão.

O grupo é formado pelo Canadá, Reino Unido, Ucrânia, Suécia e Afeganistão. Países que de uma forma ou de outra foram afetados pela queda do avião, que foi abatido por um míssil iraniano e que provocou 176 mortos. Vão encontrar-se depois de amanhã com dois objetivos: pressionar o Irão para facilitar o repatriamento das vítimas e exigir uma investigação transparente ao caso.

Instantes depois do anúncio, o Irão mostrou que não só assumiu o erro como quer punir os responsáveis pelo engano fatal. As autoridades iranianas anunciaram que várias pessoas já foram detidas devido ao papel que tiveram no desastre. E o Presidente iraniano Hassan Rouhani fez questão de fazer um discurso televisivo, onde garante que todos os culpados vão ser responsabilizados judicialmente e que o acidente vai ser investigado com detalhe.

Entretanto, ainda que com menos tensão, a troca de palavras entre Estados Unidos e Irão continua. Mike Pompeo veio ontem explicar que a morte de Soleimani integra uma nova grande estratégia norte-americana que visa dissuadir o Irão de algumas atividades malignas no Mundo. O responsável máximo pela diplomacia dos Estados Unidos não fez referência à questão de “ameaça iminente” com que Donald Trump justificou, num primeiro momento, a morte do general.

A União Europeia permanece atenta e convicta de que é possível manter o Irão afastado de armas nucleares. Esta terça-feira, França, Alemanha e Reino Unido acionaram um mecanismo de resolução de disputas para forçar o regime iraniano a cumprir o acordo nuclear assinado em 2015.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa