fbpx
Select Page
Mundo

Libertadas 16 escravas sexuais em Espanha e na Roménia

Foram libertadas 16 mulheres que eram obrigadas a prostituírem-se.

7 Abril, 2021 - 16:24

Daniela Carrilho

Devido à investigação conjunta das autoridades espanholas e romenas foi possível desmantelar uma rede criminosa que tratava as mulheres como mercadoria sexual.

As vítimas eram trazidas da Roménia para Tenerife e, uma vez nas Canárias, eram forçadas a prostituírem-se, nas zonas de Arona e Adeje, no sul da ilha.

A rede criminosa, agora desmantelada, obrigava as mulheres a consumirem estupefacientes para “ser mais lucrativo para o negócio” e eram tratadas como mercadoria sexual.

De acordo com o jornal La Vanguardia, o líder do gangue descreveu-as como “caixas registadoras”. As mulheres eram obrigadas a consumir drogas para “serem mais lucrativas para o negócio”.

Da operação resultou a libertação de 16 escravas sexuais e a detenção de nove membros do grupo.

Em Espanha foram libertadas quatro mulheres e detidos três homens, que já tinham um mandado de detenção europeu. Nas buscas foram apreendidos vários telemóveis e mais de 17 mil euros em dinheiro.

Por sua vez, foram libertadas mais 12 vítimas e detidos mais seis pessoas envolvidas na rede na Roménia. Também foram apreendidos quatro carros de gama alta e dois imóveis.

PUB

Últimas

PUB

Slide

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa