Líderes do G7 prometem apoiar Kiev enquanto for necessário

Líderes do G7 prometem apoiar Kiev enquanto for necessário
REUTERS/Susan Walsh

Os líderes do G7 comprometeram-se hoje a “continuar a fornecer” apoio financeiro, humanitário, militar e diplomático à Ucrânia enquanto for necessário, numa declaração conjunta divulgada na cimeira a decorrer na Alemanha.

Na declaração, citada pela agência francesa AFP, os líderes do G7 também apelaram à Rússia para permitir a exportação de cereais da Ucrânia para evitar o agravamento da crise alimentar a nível global.

“Apelamos urgentemente à Rússia para que cesse incondicionalmente os seus ataques às infraestruturas agrícolas e de transporte e permita a livre passagem de mercadorias agrícolas dos portos do Mar Negro da Ucrânia”, disseram os líderes do G7.

Os líderes das sete nações mais industrializadas expressaram igualmente a sua “profunda preocupação” por a Rússia (que iniciou uma ofensiva militar contra a Ucrânia em 24 de fevereiro) ter anunciado que poderá transferir mísseis com capacidade nuclear para a Bielorrússia.

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, fez uma intervenção por videoconferência no início do segundo dia da cimeira do G7, que decorre até terça-feira, em Elmau, no sul da Alemanha.

Sob presidência da Alemanha, participam ainda no encontro do G7 os líderes do Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido, bem como da União Europeia (UE).