Mais de 600 corpos exumados em Kharkiv desde retirada dos russos

Mais de 600 corpos exumados em Kharkiv desde retirada dos russos
PUB

“Entendemos que à medida que nos aproximamos da vitória revelam-se novos crimes de guerra cometidos pelos ocupantes.”

As autoridades ucranianas já exumaram mais de 600 corpos de civis na região de Kharkiv, no nordeste do país, após a retirada das tropas russas, adiantou o ministro do Interior, Denis Monastyrsky.

“Já exumámos mais de 600 corpos de mortos na região de Kharkiv. Não conseguimos identificá-los de imediato”, explicou o ministro.

“Entendemos que à medida que nos aproximamos da vitória revelam-se novos crimes de guerra cometidos pelos ocupantes.”

Monastyrsky observou que as autoridades enfrentaram a mesma situação em todos os territórios libertados pela Rússia, referindo-se às “câmaras de tortura deixadas pelos russos”.

Há um problema, indicou, ressaltando que a identificação dos corpos é feita através de análise de DNA (ácido desoxirribonucleico), que deve ser realizada em laboratórios especiais.

“Os nossos parceiros internacionais ajudaram-nos para que isso fosse feito de forma rápida, mas entendemos que esse trabalho demora semanas, às vezes meses, para perceber exatamente que foi torturado”, acrescentou.

O líder da Administração Interna ucraniana alertou ainda que “qualquer território ocupado significa dezenas de civis torturados, prisioneiros (…)”, dizendo que é isso que o país “enfrenta todos os dias”.