fbpx
Select Page
Mundo

Mata filho com corda da roupa por ele jogar no telemóvel

Menino foi asfixiado até à morte por desobedecer à mãe.

8 Julho, 2020 - 16:03

Virginia Galván

Uma mulher, de 33 anos, matou o filho, de 11, em Planalto, no Rio Grande do Sul, Brasil.

Alexandra Gougokenski estrangulou Rafael com a corda da roupa, porque o menino lhe terá desobedecido.

Descrita pelos vizinhos como ” a mãe perfeita”, a mulher acabou por confessar o crime.

Alexandra já era considerada suspeita, uma vez que terá dito que o menino tinha saído de casa de madrugada enquanto dormia e, noutro depoimento, descreveu a roupa que o filho usava na fuga.

Dez dias e dez interrogatório depois, confessou o crime, no entanto alegou ter sido acidental, com comprimidos para dormir.

O corpo do menino estava escondido num anexo da casa, no interior de uma caixa de cartão.

A autópsia veio a revelar que Rafael morreu por asfixia e Alexandra contou então que o estrangulou com a corda da roupa, porque ele “desobedeceu” e, em vez de dormir, ficou a jogar no telemóvel.

Alexandra está acusada de homicídio qualificado por motivo fútil, falso depoimento e obstrução da investigação e pode ser condenada até 30 anos de prisão.

ViajeCaDentro

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa