Mata mulher durante férias em safari

Mata mulher durante férias em safari

Recebeu indemnização de milhões de dólares do seguro de saúde.

Um homem, de 67 anos, foi considerado culpado pelo homicídio da mulher, durante um safari na Zâmbia.

O crime remonta a outubro de 2016.

Lawrence Rudolph, um dentista milionário da Pensilvânia, alegou que Bianca disparou acidentalmente contra si própria.

Depois de três semanas de julgamento, o homem foi considerado culpado de matar a mulher com quem estava casado há 34 anos.

Foi também acusado de fraude por ter amealhado 4,8 milhões de dólares do seguro de saúde.

Lawrence terá iniciado uma relação com a empregada logo após a morte da mulher.

O dentista terá ainda sido ouvido, durante uma discussão num restaurante com a nova mulher, a dizer que tinha matado Bianca por causa desta.

Bianca terá sido assassinada após exigir ter um papel mais ativo nas finanças da família e a demissão da empregada.