fbpx
Select Page
Mundo

May pede adiamento do Brexit até 30 de junho

Presidente do Conselho Europeu já recebeu carta da primeira-ministra a solicitar adiamento da saída do bloco comunitário por três meses.

20 Março, 2019 - 13:56

Diana Rosa Rodrigues
REUTERS

Após dois chumbos do acordo de saída negociado com a União Europeia e a recusa do parlamento britânico em sair sem qualquer acordo, não sobram muitas opções a Theresa May. A primeira-ministra britânica solicitou ao Conselho Europeu a extensão do artigo 50 por mais três meses, estabelecendo a nova data de saída para 30 de junho.

O anúncio foi feito pela primeira-ministra na Câmara dos Comuns, onde disse que “como primeira-ministra não estou preparada para adiar o Brexit mais do que até 30 de junho. Escrevi por isso esta manhã ao presidente Tusk, presidente do Conselho Europeu, a informar que o Reino Unido pretende uma extensão do período do Artigo 50 até 30 de junho”.

A saída do bloco antes do final do mês de junho permite que o Reino Unido não tenha de participar nas próximas eleições europeias, que se realizam a 26 de maio. Muitos deputados acreditam que esta é uma manobra de May para forçar o parlamento a aprovar o atual acordo ou então aceder a um “hard-brexit”.

O pedido de Theresa May parece que também não está a ser bem recebido por Bruxelas. De acordo com um documento a que a Reuters teve acesso, a Comissão Europeia pondera apenas um de dois cenários: ou a extensão para uma data antes das eleições europeias, ou seja, antes de maio, ou um maior adiamento, pelo menos até ao final do ano, o que implica a eleição de deputados europeus por parte do Reino Unido.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa