Menina discriminada em escola devido a penteado

Menina discriminada em escola devido a penteado
Twitter
PUB

Criança proibida de almoçar com as amigas na cantina e de entrar no parque infantil.

Uma menina, de 12 anos, estará a ser vítima de discriminação por parte da escola secundária Bishop Challoner Catholic College, em Birmingham, na Inglaterra.

Em causa está o penteado da criança, que não respeita a política do uniforme.

A menina foi proibida de almoçar com as amigas na cantina, sendo obrigada a juntar-se a outros alunos que também não cumpriam a política de uniformes.

Foi ainda proibida de entrar no parque infantil. 

“A minha filha está banida do parque infantil/cantina da escola por causa do seu cabelo. Está bem entrançado numa cor natural. Dei-lhes uma lição sobre a história do significado cultural do trançado de cabelos de mulheres negras. Eles escolheram a violência”, escreveu a mãe da criança no Twitter, acusando a escola de ter “uma política de cabelo racista”.

Um porta-voz da escola disse ao The Independent que a instituição permite cabelos entrançados, mas que “os estudantes não devem ter penteados que incluam partes rapadas ou linhas/padrões no cabelo”.