fbpx
Select Page
Mundo

Morre a dar à luz após médico lhe arrancar útero

Médico estaria a tentar retirar a placenta da mulher.

17 Outubro, 2019 - 17:13

Virginia Galván

Um médico arrancou por engano o útero a uma mulher em trabalho de parto, em Nizhneserginskaya, na Rússia.

O médico estaria a tentar retirar a placenta depois de Alisa Tepikina dar à luz. A mulher entrou em coma e morreu devido a paragem cardíaca.

O médico está acusado de morte por negligência e pode enfrentar uma pena de prisão de três anos.

“A tração não controlada ou inadequada do cordão umbilical levou à inversão total do útero. Os órgãos femininos que foram arrancados só foram empurrados para trás quando já era tarde demais”, disseram, em comunicado, especialistas médicos.

Os familiares ouviram os gritos de dor de Alisa Tepikina. “A minha filha estava a sofrer muito, a gritar de dor, mas o médico não prestou a devida atenção”, afirmou o pai.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa