fbpx
Select Page
Mundo

Morreu menina espancada durante meses por mãe e padrasto

Brasil está chocado com a morte de criança de três anos.

22 Novembro, 2019 - 12:10

Virginia Galván

Depois de quatro meses de agressões e tortura, Micaelly Luiza de Souza Santos acabou por morrer na passada terça-feira, em São Paulo, Brasil.

A mãe, Isadora Pereira de Souza, e o padrasto, Ewerton de Queirós Lourenço, foram ambos detidos.

A menina de três anos foi transportada para o hospital, com hematomas em todo o corpo, que o casal justificou com uma queda.

No entanto, os médicos perceberam que os ferimentos eram resultantes de violentas agressões e que a criança estava já morta. A polícia prendeu Isadora e Ewerton quando estes tentavam abandonar o hospital.

Micaelly tinha tido alta na segunda-feira, de um outro hospital, após 13 dias internada para tratar ferimentos graves em todo o corpo, igualmente atribuídos pelo casal a quedas.

De acordo com as autoridades, Ewerton, um homem de personalidade doente e violenta, tinha ciúmes de Micaelly e agredia a criança consecutivamente, sem que Isadora fizesse algo para o impedir.

Micaelly tinha sido internada quatro vezes nos últimos dois meses, sempre em hospitais diferentes, com hematomas e ferimentos no rosto, no abdómen, nas costas e nos membros superiores e inferiores.

Os médicos comunicaram sempre às autoridades que os ferimentos eram resultado de agressões, no entanto nada foi feito.

As fotos tiradas a Micaelly no hospital são tão chocantes que apenas são exibidas parcialmente.

A mãe e o padrasto da menina negam todas as acusações.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa