Mulher é presa quase 30 anos após matar recém-nascido

Mulher é presa quase 30 anos após matar recém-nascido
Reprodução Facebook/ Oklahoma State Bureau of Investigation - Authorized Page

Mulher admitiu ter cortado a garganta ao próprio filho após este nascer de forma a esconder a gravidez. Crime ocorreu nos EUA em 1993.

A polícia do estado norte-americano do Oklahoma anunciou a detenção de uma mulher suspeita de matar o próprio filho recém-nascido. Meaonia Michelle Allen, de 53 anos foi detida depois de se entregar. A mulher é acusada do crime de homicídio em primeiro-grau.

O crime aconteceu em 1993, com as autoridades a encontrarem um recém-nascido morto a 8 de dezembro. Os exames complementares determinaram que a criança nasceu viva mas morreu após alguém cortar-lhe a garganta. Com o passar dos anos o caso acabaria por ser arquivado sem um desfecho.

As autoridades confirmaram que a mulher confessou ter matado a criança de forma a esconder a gravidez.

“Allen, que que trabalhava numa creche na época, não contou a ninguém sobre sua gravidez ou parto nos quase 30 anos do assassinato da criança”, afirmou a polícia.