fbpx
Select Page
Mundo

Mulher morre depois de médico a mandar para casa

by 12 Agosto, 2019 - 16:06

Marido da vítima levou cinzas e outros ‘presentes’ ao médico que negligenciou a mulher.

by 12 Agosto, 2019 - 16:06

Virginia Galván

Uma espanhola, de 65 anos, morreu no passado dia 5 de agosto, horas depois de ter sido mandada para casa por um médico do centro de saúde de Luganos, nas Astúrias.

María Luisa Amores Blanco deslocou-se às urgências com queixas de fortes dores de cabeça mas, após uma consulta de “três minutos”, foi mandada embora.

“Viemos às urgências para não ter que passar por todos os protocolos do hospital, mas ele [o médico] ficou muitíssimo chateado porque tínhamos que ter ido pedir vez, então mandou-a para casa sem a observar”, contou ao El Comercio Germán Castellanos, marido da vítima.

O homem deslocou-se este sábado ao centro de saúde com a urna com as cinzas da esposa, sabonetes para “limpar a consciência”, cem euros de pagamento de uma consulta “de três minutos”, várias flores e um convite para pernoitar no hotel Las Viñas, propriedade do casal, “pela grande atenção prestada durante a consulta”.

Com estes ‘presentes’, o espanhol quis denunciar publicamente a negligência de que a mulher foi alvo, mas avisou que vai dar seguimento ao caso em tribunal.

Os resultados da autópsia ainda não foram revelados.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa