fbpx
Select Page
Mundo

Navalny continua greve de fome apesar de doença respiratória

Opositor russo acusa que os responsáveis prisionais lhe negaram acesso a um médico e "torturaram-no" pela privação de sono.

6 Abril, 2021 - 10:05

Daniela Carrilho

Alexeï Navalny, que está a cumprir pena no país, afirmou hoje que irá prosseguir com a greve de fome contra as condições em que se encontra detido, apesar da deterioração da sua situação de saúde.

“Vou continuar com a greve de fome, é claro”, afirmou Navalny, de 44 anos, que está detido na prisão de Pokrov, perto de Moscovo.

Na noite passada, o jornal Izvestia avançou que Navalny foi transferido para um posto médico por ter “sinais de doença respiratória, nomeadamente febre alta”.

“Todas as análises necessárias foram feitas, incluindo um teste de infeção pelo coronavírus. O detido foi transferido para a unidade médica onde está sob observação”, afirmaram os serviços prisionais (FSIN), citados pelo Izvestia.

Recordo que, no passado dia 31 de março, Navalny anunciou a greve de fome para protestar contra as condições de detenção, acusando a administração penitenciária de negar-lhe acesso a um médico e de “torturá-lo” pela privação de sono.

PUB

Últimas

PUB

Slide

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa