fbpx
Select Page
Mundo

Nicolás Maduro recusa entrada de ajuda humanitária na Venezuela

Presidente disse que não irá permitir o “espetáculo da ajuda humanitária” e que os venezuelanos não são “mendigos”.

8 Fevereiro, 2019 - 17:37

Diana Rosa Rodrigues
REUTERS/Carlos Barria

Maduro voltou a negar a existência de uma crise humanitária, alegando que se trata de um argumento fabricado pelos Estados Unidos depara justificar uma intervenção país.

Os camiões com a ajuda humanitária permanecem estacionados na ponte de Tienditas, na fronteira entre o México e o Uruguai, que continua bloqueada por tropas venezuelanas.

Na conferência de imprensa, Nicolás Maduro disse ainda estar disponível para se reunir com enviados do Grupo de Contacto Internacional, criado pela União Europeia, com o objetivo de criar condições para a realização de novas eleições justas e livres no país.

As declarações acontecem depois de o grupo ter decidido enviar para Caracas representantes da organização para se reunirem com o Governo de Maduro e a oposição de Guaidó, numa altura em que a crise humanitária parece estar a agravar-se.

À saída do encontro, realizado na quinta-feira, o ministro português dos Negócios Estrangeiros afirmou que “há um estado de negação do regime de Maduro que em nada auxilia o povo venezuelano”.

Advertisements

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa