fbpx
Select Page
Mundo

ONU alerta para morte de civis no Afeganistão

Milhares de civis continuam a ser mortos e feridos a um ritmo "chocante" e "inaceitável" no Afeganistão.

10 Agosto, 2019 - 15:31

Eduarda Pires
REUTERS/Saiyna Bashir

Segundo um relatório das Nações Unidas, as negociações em curso para acabar com décadas de guerra não têm evitado a morte constante de inocentes. Só na primeira metade do ano, o número de civis afegãos mortos pelas forças da NATO e de Cabul foi superior às vítimas dos talibãs e de outros grupos extremistas no Afeganistão. Um terço das vítimas são crianças.

Ao todo, segundo a ONU, 403 civis foram mortos pelas forças afegãs nos primeiros seis meses do ano e 314 pelo contingente militar internacional. No mesmo período, 513 civis morreram às mãos de talibãs e de grupos ligados ao Estado Islâmico ou outras forças extremistas.

A maioria das baixas aconteceu em bombardeamentos aéreos e operações noturnas e está relacionada com o facto de os extremistas se esconderem frequentemente em zonas habitadas por civis.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa