fbpx
Select Page
Mundo

Pais de Julen chegam a acordo com dono de poço em Málaga

Caso não vai a julgamento.

20 Janeiro, 2020 - 15:35

Daniela Carrilho

O início do julgamento pela morte da criança estava marcado para amanhã, no entanto, David Serrano, o proprietário do terreno, declarou-se culpado do crime de homicídio por negligência.

José Roselló e Victoria García chegaram então a um acordo antes da primeira de seis sessões agendadas para amanhã. Desta forma, o caso da morte de Julen não chegará a tribunal.

O proprietário do terreno e tio de Julen aceitou a condenação de um ano de pena suspensa e o pagamento de uma indemnização aos pais. Teve de pagar imediatamente 25 mil euros à família e terá que pagar o restante em pagamentos mensais de 50 euros, uma vez que está desempregado e declarou insolvência.

Contudo, não é claro qual o valor total de indemnização que o arguido terá de pagar.

Recordo que Julen caiu a um poço com 110 metros de profundidade, em Málaga, no dia 13 de janeiro do ano passado. O menino foi encontrado sem vida 13 dias depois do trágico incidente.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa