fbpx
Select Page
Mundo

Parlamento britânico apelida Facebook de “gangster digital”

Relatório de Comissão Parlamentar acusa o Facebook de ter quebrado deliberadamente leis de privacidade e de concorrência.

18 Fevereiro, 2019 - 18:53

Diana Rosa Rodrigues

“Gangsters digitais”, foi este o termo utilizado por um relatório do parlamento britânico para descrever as ações do Facebook.

Os deputados acusam a rede social de ter quebrado deliberadamente as leis de privacidade e de concorrência, num relatório elaborado pelo Comité de Cultura, Digital, Média e Desporto do Reino Unido. O documento investigou questões de desinformação e notícias falsas em circulação na rede social.

As conclusões surgem após aquela Comissão Parlamentar ter analisado uma série de e-mails trocados entre Mark Zuckerbeg e outros diretores da empresa, onde é possível verificar que esta estava disposta a ignorar as definições de privacidade dos utilizadores, para poder transferir dados pessoais para outras aplicações.

O Comité explica que a empresa precisa de regulamentação, sugerindo que o Facebook e outras gigantes tecnológicas sejam abrangidas por um código de conduta elaborado pelo Parlamento.

Mark Zuckerbeg não sai isento, tendo sido acusado de desrespeitar por três vezes o parlamento britânico, por se recusar a depor perante os deputados.

O Facebook já reagiu, dizendo que não violou quaisquer leis de proteção de dados ou concorrência, mostrando-se disponível para a criação de uma regulação significativa.

Advertisements

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa