fbpx
Select Page
Mundo

Presidente da Ucrânia diz que adesão à NATO enviaria “sinal real” à Rússia

Volodymyr Zelensky revelou que o Governo ucraniano "está empenhado em reformar" o exército e o "setor da defesa".

6 Abril, 2021 - 13:54

Inês Amado
Reuters

O Presidente da Ucrânia defendeu hoje que a adesão do país à NATO é “a única maneira” de acabar com a guerra no Leste da Ucrânia.

“A NATO é a única maneira de acabar com a guerra no Donbass”, escreveu Volodymyr Zelensky numa nota publicada no Twitter, à margem de uma conversa telefónica com Jens Stoltenberg, secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla em inglês).

O Chefe do Estado ucraniano revelou que o Governo “está empenhado em reformar” o exército e o “setor da defesa”, afirmando, porém, que “as reformas por si só não irão parar a Rússia”.

“O Plano de Ação para a Adesão da Ucrânia (à NATO) será um sinal real para a Rússia”, defendeu.

Stoltenberg aludiu à conversa tida com o Presidente ucraniano através de uma publicação na mesma rede social, revelando ter transmitido a Zelensky “sérias preocupações com as atividades militares da Rússia na Ucrânia e arredores”, bem como com “as violações do cessar-fogo em curso”.

“A NATO apoia firmemente a soberania e a integridade territorial da Ucrânia. Mantemo-nos empenhados na nossa parceria estreita”, referiu o político norueguês.

PUB

Últimas

PUB

Slide

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Record TV Europa