Putin vai faltar à cimeira do G20

Putin elogia
REUTERS
PUB
Leaderboard - Pub CTT Western Union

Delegação russa ao G20 será liderada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov.

O Presidente russo, Vladimir Putin, não vai participar na cimeira do grupo das economias mais desenvolvidas (G20), na ilha indonésia de Bali, na próxima semana, anunciou esta quinta-feira a embaixada russa.

“Posso confirmar que [o ministro dos Negócios Estrangeiros russo] Sergei Lavrov vai liderar a delegação russa ao G20. O programa do Presidente Putin ainda está a ser elaborado, ele poderá participar de forma virtual”, disse a chefe de protocolo da embaixada da Rússia na Indonésia, Yulia Tomskaya.

A cimeira dos chefes de Estado e de Governo do G20 está marcada para terça e quarta-feira, dias 15 e 16 de novembro, com a presença dos líderes dos Estados Unidos e da China, Joe Biden e Xi Jinping, respetivamente.

A Indonésia sofreu forte pressão do Ocidente para excluir a Rússia da cimeira devido à invasão da Ucrânia, mas resistiu, argumentando que o país anfitrião da cimeira devia permanecer neutro.

Putin foi convidado pessoalmente pelo Presidente da Indonésia, Joko Widodo, durante uma viagem à Rússia em junho passado, quando o chefe de Estado indonésio também viajou para a Ucrânia numa tentativa mal sucedida de mediar o conflito armado

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, cujo país não integra o G20, também foi convidado pela Indonésia e deverá participar virtualmente na cimeira.

A confirmação da participação de Zelensky na reunião do G20, surge depois de o Presidente ucraniano ter avisado que não participaria se Putin também estivesse na lista de convidados e marcasse presença no encontro.

O G20 é composto por Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Rússia, Arábia Saudita, África do Sul, Turquia, África do Sul, Reino Unido, Estados Unidos e a União Europeia.