fbpx
Select Page
Mundo

Refugiado perde família em ataque na Nova Zelândia

Adolescente de 13 anos tinha fugido da guerra na Síria com o pai e o irmão.

20 Março, 2019 - 12:16

Virginia Galván

O ataque terrorista perpetrado na sexta-feira em Christchurch, na Nova Zelândia, teve como alvo a comunidade muçulmana e vitimou mortalmente 50 pessoas.

Entre as vítimas mortais estão Khalid e Hamza, o pai e o irmão de Zaid Mustafa.

O rapaz de 13 anos estava numa das mesquitas alvo do ataque e escapou apenas com ferimentos.

Zaid, o pai e o irmão tinham fugido da guerra na Síria e estavam há menos de um ano a viver como refugiados na Nova Zelândia.

O adolescente esteve presente nas cerimónias fúnebres da família, de cadeira de rodas e pulsos ligados, pedindo ao pai e ao irmão que não o deixassem sozinho.

A Nova Zelândia, considera um dos países mais seguros do mundo, viveu “um dos dias mais negros” da sua história, como afirmou a primeira-ministra, Jacinda Ardern.

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa