Resgatada criança sequestrada na Cidade do Cabo

Resgatada criança sequestrada na Cidade do Cabo
PUB
Leaderboard - Pub CTT Western Union

Menino tinha sido raptado à porta de casa.

Um menino de 6 anos que foi sequestrado a caminho da escola num subúrbio da Cidade do Cabo, na quarta-feira, foi resgatado e devolvido à família, anunciou hoje fonte da polícia sul-africana.

“Podemos confirmar que o menino de 6 anos de Kensington que foi sequestrado na quarta-feira retornou à sua família na noite de ontem [quinta-feira]”, declarou o porta-voz da polícia no Cabo Ocidental, Andrè Traut.

Todavia, o porta-voz provincial sul-africano adiantou que não foram feitas detenções, estando em curso uma “investigação” ao incidente.

“As investigações prosseguem e ainda não foram feitas detenções. Nesse sentido, mais informações sobre o caso não podem ser divulgadas nesta fase”, salientou Andrè Traut em declarações a vários órgãos de comunicação social na Cidade do Cabo, sul do país.

Na quarta-feira, a polícia sul-africana indicou que Shanawaaz Asghar, de 6 anos, foi sequestrado por seis suspeitos armados à porta de sua casa, em Kensington, subúrbio da Cidade do Cabo, a caminho da escola.

Em declarações à rádio local, Cape Talk, em direto da residência da família, na manhã de hoje, o porta-voz da família, Dawood Essak referiu que o retorno da criança, de origem paquistanesa, aconteceu às 23:00 (menos uma hora em Lisboa), da noite desta quinta-feira, escusando a adiantar mais detalhes sobre o desfecho do incidente.

“Tudo o que posso dizer neste momento é que o menino foi trazido de onde estava, então deve ter havido coisas que não posso revelar ou saber sobre neste momento”, salientou.

O porta-voz da família sublinhou que o menino se encontra bem de saúde “tanto mentalmente como fisicamente”.

Desconhece-se o motivo do sequestro, mas segundo vários órgãos de comunicação social sul-africana, os sequestradores teriam exigido um resgate pelo rapto da criança à família de comerciantes paquistaneses.

A organização não-governamental (ONG) sul-africana Missing Children South Africa alertou na quinta-feira para o agravamento do crime de sequestro na África do Sul.

Por seu lado, o responsável pela estrutura local de Segurança Comunitária do Cabo Ocidental e Supervisão Policial, Reagen Allen, declarou que o número de incidentes de sequestro na província do Cabo Ocidental “é alarmante”.

As áreas de Mitchells Plain e Gugulethu registaram um aumento de sequestros na ordem de 122% e 100%, respetivamente, referiu o responsável, acrescentando que “os criminosos estão a usar crianças inocentes como peões”.

A África do Sul tem uma das maiores taxas de criminalidade do mundo. Segundo as estatísticas da polícia, o número de sequestros mais do que duplicou no primeiro trimestre do ano face ao mesmo período do ano anterior, sendo Gauteng, KwaZulu-Natal, Cabo Ocidental, Mpumalanga, Cabo Oriental e Noroeste as províncias mais afetadas.