fbpx
Select Page
Mundo

Sobe para 50 número de mortos nas Bahamas

Há ainda 2500 pessoas desaparecidas e 15 mil a precisar de abrigo e comida.

12 Setembro, 2019 - 14:08

Eduarda Pires
REUTERS/Loren Elliott

Pelo menos 2500 pessoas continuam desaparecidas no arquipélago das Bahamas, mais de uma semana depois da devastação do Dorian. As mais recentes contas dos serviços de emergência locais dizem ainda que o furacão já ceifou no mínimo 50 vidas. Em conferência de imprensa, o primeiro-ministro das Bahamas Hubert Minnis confirmou que o número oficial de mortos desde 9 de setembro é de 42 mortos em Abaco e de 8 na Grand Bahama, o que perfaz um total de 50 vítimas.

O número pode não ficar por aqui. Na verdade, a lista de desaparecimentos ainda não foi comparada com registos governamentais das pessoas deslocadas para abrigos e que serão à volta de 4 mil e 500.
As ilhas Abaco e Grande Bahama foram as mais destruídas e à medida que se vão explorando os escombros, mais corpos deverão aparecer.

Mas a preocupação não se cinge apenas aos desaparecidos. Quem sobreviveu precisa também de ajuda. Segundo as entidades oficiais, há 15 mil pessoas a necessitar de abrigo e comida.

As Bahamas foram as primeiras vítimas do temível furacão, com chuvas torrenciais e ventos de uma força incrível que duraram muito tempo. Mas no último fim de semana, o Dorian deixou também mais de 200 mil pessoas sem luz na costa atlântica do Canadá.

PUB

Últimas

SHARE RECORD TV MAGAZINE

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa