Suíça foi o país onde mais portugueses adquiriram a nacionalidade

Suíça foi o país onde mais portugueses adquiriram a nacionalidade
PUB

Suíça é o terceiro país do mundo para onde mais portugueses emigram.

A Suíça voltou em 2021 a ser o país onde mais emigrantes portugueses adquiriram a nacionalidade, destronando o Reino Unido, que mantém a segunda posição, de acordo com o Relatório da Emigração.

Iniciativa da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, com base nos dados recolhidos pelo Observatório da Emigração, um centro de investigação do Iscte – Instituto Universitário de Lisboa, o relatório indica que a Suíça registou no ano passado 2.087 aquisições de nacionalidade suíça por parte dos portugueses residentes neste país.

Os autores do documento referem que desde 2001 que o número de portugueses entrados na Suíça não era tão baixo.

Em 2013, os portugueses representaram 12% das entradas de migrantes na Suíça, enquanto em 2021 foram apenas 5,3%.

A Suíça é o terceiro país do mundo para onde mais portugueses emigram, a seguir à Espanha e ao Reino Unido.

Seguiu-se o Reino Unido (2.042), os Estados Unidos da América (1.555), o Luxemburgo (1.141) e a França (1.128 em 2020), enquanto países com a percentagem mais elevada de nacionalidade obtida por portugueses.

No caso do Reino Unido, esta “corrida” à nacionalidade “parece explicar-se, sobretudo, pelos receios induzidos pelo ‘Brexit’ e pela redução de direitos associados ao estatuto de estrangeiro que daí poderá resultar”, indicam os autores do documento.

Em 2021, os portugueses representaram 17% dos estrangeiros que obtiveram a nacionalidade luxemburguesa, percentagem elevada e que aumentou pela segunda vez nos últimos cinco anos.

O Luxemburgo é o sexto país do mundo para onde mais portugueses emigram.